Difícil não pensar em organização e praticidade quando falamos em instalações de redes ópticas não é? A rede física começa pela escolha do rack: a altura e a profundidade serão definidas em função da quantidade e do tamanho dos equipamentos e acessórios a serem instalados, portanto, antes de adquirir um rack, você precisa saber exatamente o que vai ser instalado e, de preferência, determinar a disposição da instalação.

Para evitar surpresas na instalação, segue algumas dicas para facilitar a definição do rack.

CARACTERÍSTICAS CONFIRMAR
Peso total dos equipamentos e acessórios a serem instalados Capacidade de carga estática do rack
Restrição de passagem do rack montado ao local de instalação Estrutura do rack é soldado ou desmontável
Sala de instalação é climatizada Dê preferência a racks com furação colmeia para facilitar a refrigeração. Opção de furação colmeia nas portas frontal e traseira se os equipamentos possuírem fluxo de ar quente no sentido frente-traseira
Sala de instalação é fechada (com controle de acesso) Pode optar por rack aberto. Escolha modelo com fingers e leito inferior para melhor acabamento dos cordões)
Piso de instalação é nivelado O rack possui pés niveladores
Necessidade de movimentar o rack O rack tem opção de kit de rodízios
Entrada de cabos superior ou inferior O rack tem entrada compatível com sua necessidade
Espaço para acomodação de reserva técnica de cabos ópticos na base do rack O rack tem possibilidade de instalar base soleira
Encaminhamento dos cabos ópticos até os Distribuidores internos ópticos (DIO) O rack tem possibilidade de instalar guia de cabo vertical
Encaminhamento dos cordões do DIO até os equipamentos (switch/OLT) Instalar bandeja para acomodação de reservas técnicas melhora, significativamente, o acabamento técnico/visual.
Mais espaço interno lateral Escolha rack com largura externa de 800mm (para fixação 19”, a largura padrão é 585mm)
Otimizar a utilização do rack Escolha rack com furações de ½ em ½ U para fixação dos equipamentos.
Separar rede UTP de rede óptica Escolha o rack com duas calhas superiores
Não possui piso elevado Pode optar em instalar racks com calhas superiores

 

Tão importante quanto a escolha do rack é a definição dos acessórios internos como guias de cabo vertical e horizontal, distribuidores internos ópticos (DIO´s), réguas de tomadas, sistema de ventilação (instalado no teto do rack) ou bandeja com ventiladores (instalado no plano de fixação na altura “U” escolhida pelo cliente).

Portanto, com cuidados que costumam passar despercebidos, a otimização de espaço será máxima, organizada e prática para eventuais manutenções.

Lembre que um rack bem organizado pode representar a forma com que seus clientes enxergam sua empresa.